Psicoterapia de Grupo


     A Terapia de Grupo tem um longo e comprovado registro como sendo uma forma bastante efetiva e produtiva de psicoterapia. Ela é tão produtiva quanto a terapia individual e, em alguns casos, até mais, particularmente quando o apoio social e a aprendizgem sobre relacionamentos interpessoais são objetivos fundamentais do tratamento, como no caso do tratamento em Dependência Química, Transtorno Obsessivo-Compulsivo, Transtorno de Estresse Pós-Traumático, Bulimia & Anorexia etc. A vasta maioria dos indivíduo que fazem terapia de grupo beneficia-se substancialmente dela.
     
     A psicoterapia de grupo aberto (cujos participantes não tem um problema específico em comum) é especialmente indicada para pessoas com  dificuldade básica em estabelecer e manter relacionamentos íntimos e gratificantes com outras pessoas. O processo de mudança e auto-conhecimento passa necessariamente pelo convívio e envolvimento com os demais participantes do grupo.

     A terapia de grupo oferece a oportunidade de:

   ·   Receber e oferecer apoio e feedback;

   ·   Melhorar os relacionamentos e a comunicação interpessoal.

   ·   Experimentar novos comportamentos interpessoais;

   ·   Falar honesta e diretamente sobre sentimentos;

   ·   Adquirir insights (descobrir os porquês) e compreensão dos próprios pensamentos, sentimentos e comportamentos, observando padrões de relacionamento dentro e fora do grupo;

   ·   Adquirir compreensão dos pensamentos, sentimentos e comportamentos de outras pessoas;

   ·   Aumentar a autoconfiança, a auto-imagem e a auto-estima.

   · Fazer mudanças pessoais dentro do grupo com a expectativa de        
    transferir essa aprendizagem para a vida exterior.



     A experiência no grupo terapêutico proporciona ao indivíduo, principalmente, aprender o máximo possível sobre a maneira típica como cada um se relaciona com as pessoas e com o mundo. Isto é, os mecanismos de defesa (egóicos), as distorções típicas, crenças, expectativas e interpretações disfuncionais da realidade e outros equívocos na forma de pensar, sentir e agir, inerentes a uma certa "forma de ser", que muitas vezes está na raiz do problema que faz uma pessoa procurar ajuda.

     A consequência de um trabalho de grupo bem feito é um auto-conhecimento honesto e profundo de cada um dos participantes e, por isso mesmo, uma transformação mais efetiva da personalidade. Além disso, através da experiência no grupo, a pessoa percebe-se acolhida entre iguais, que a entendem e passam por problemas e desafios semelhantes aos seus. Isto favorece o senso de pertencimento, além de ter um efeito pedagógico poderoso, ampliando o compromisso com a melhora pessoal e coletiva e fortalecendo ainda mais a coragem-para-a-ação visando à reformulação pessoal de hábitos, atitudes, pensamentos, idéias, sentimentos etc.



*Veja aqui um exemplo de Manual para Participação em Terapia de Grupo, para tratamento em Dependência Química que nós utilizamos.

 


 Home

 

 

  Site Map